Flávio Inserra

Arquitetura cenográfica de idéias

ARQUITETURA, VIVENDO MELHOR

O PERIGO MORA EM CASA

em VIVENDO MELHOR


MIDIAS SOCIAIS QUADRADO

Olá de novo!

Segundo estudo realizado no Instituto do Hospital das Clínicas, em São Paulo, sofrer uma queda leva a consequências sérias, principalmente quando ocorre entre pessoas mais velhas, porque geralmente estão ligadas a outros problemas. Segundo o reumatologista José Carlos Szajubok, algumas doenças ósseas associadas ao envelhecimento têm início bem antes e a importância das quedas cresce à medida que a idade avança.

idoso 01

“Na reumatologia existe uma série de situações relacionadas à queda. No caso da osteoporose, por exemplo, a preocupação maior é que a queda acaba levando à fratura, mas o oposto também é verdadeiro. Ou seja, a fratura pode ocorrer em consequência da fragilidade dos ossos e provocar a queda por isso, lembra Szajubok. O reumatologista explica que a doença provoca fragilidade do osso, de forma progressiva. “Como isso é evolutivo, chega um momento em que ele está tão frágil, que pode ocorrer uma fratura espontânea levando a pessoa a perder o equilíbrio. Este o tipo mais preocupante, sendo o mais grave a fratura do colo do fêmur, próximo à articulação com a bacia, que exige cirurgia, podendo agravar ainda mais o quadro geral do paciente, que quase sempre é idoso”, justifica. Leia a continuação do artigo aqui.

Considerando-se que 80% das quedas daqueles que já chegaram à terceira idade ocorrem dentro da própria casa, é importante investir em uma residência mais segura e livre de armadilhas para os idosos, pois não precisamos esperar acontecer algum acidente para nos preocuparmos com isso. Além do cuidado clínico, é muito importante a atenção com o espaço físico no qual circulamos diariamente.

idoso 02

Apesar do risco de queda existir o tempo todo e em todos os lugares, nossa casa não deve e não pode ser um ambiente hostil. Ele deve acompanhar pouco a pouco nossas mudanças físicas e aqueles objetos que “sempre fizeram parte da casa”  aos poucos se tornam armadilhas que precisam ser excluídas gradativamente, tais como tapetinhos decorativos ou móveis com pouca estabilidade.

idoso 03


POTEAo mesmo tempo, novos itens “espertos” podem ser incorporados gradativamente ao ambiente, como por exemplo um suporte para toalha de banho mais resistente, ou um dispositivo simples de abrir vidros de conservas. Esta semana descobri que minha mãe (82 anos) desce à portaria para pedir ajuda ao vigia em casos desse tipo.

Em nosso blog “Envelheci! E agora?” existe uma abordagem inicial sobre o tema.

O médico lembra que equilíbrio também depende da integridade das articulações, que podem ser afetadas por outras doenças reumáticas, antes que a velhice se instale. Como exemplo, ele cita a artrite reumatoide, inflamação que atinge os joelhos, quadril ou tornozelo, provocando a rigidez dessas articulações e o consequente desequilibro – o que pode resultar em quedas frequentes.

barra apoio

É nesse momento entram em ação as barras de apoio, que quase sempre são associadas a hospitais, ou a pessoas com sérias necessidades especiais. Certamente elas não precisam comprometer esteticamente seu banheiro,  e muito menos  esperarem por uma REAL necessidade para serem instaladas.

apoios

É possível a instalação de modelos decorativos, associados a pontos estratégicos do banheiro, como o sabonete, papel higiênico ou toalha, sem que seu espaço tenha qualquer prejuízo estético.

Na Europa e principalmente nos Estados Unidos é farta a oferta de produtos que facilitam o dia a dia e a acessibilidade em todos os níveis. Pouco a pouco o mercado brasileiro começa a disponibilizar soluções inteligentes a esse crescente público, e usaremos este espaço sempre que tivermos uma boa sugestão.

Se você ainda não nos acompanha, aproveite para se cadastrar e receber em seu e-mail novos e interessantes pontos de vista sobre a Arquitetura contemporânea.

Até a próxima! 

Siga-nos e curta nossa página

3 Comments

  1. RICARDO SIMOES

    Flavio

    Um item importante na matéria é o nível de iluminamento da residência.

    Estudos mostram uma necessidade de aumento dos níveis a cada dois anos após os 50 de idade .

    Um potencial de negócios enorme para o segmento

    Abrs

    Ricardo Simoes

    +55 11 3167 7828

    http://www.eurolighting.com.br

  2. Terezinha Inserra

    Oi Flávio, achei ótima a reportagem sobre os cuidados com acidentes. Bjs

Leave a Reply

Gostou desta matéria? Compartilhe!